NextSTEP

Designação do projeto: NEXTSTEP – NEXT DISTRIBUTION SUBSTATION IMPROVED PLATFORM – DESENVOLVIMENTO DE UM NOVO PROTÓTIPO DE POSTO DE TRANSFORMAÇÃO

Código do projeto: POCI-01-0247-FEDER-018006

Objetivo Principal: Desenvolver um novo protótipo de Posto de Transformação, que inclua soluções tecnológicas aplicáveis à próxima geração de Postos de Transformação (PT), nomeadamente a expansão da automação e do conceito de Smart Grid à rede de distribuição em Baixa Tensão (BT), em prol da sua resiliência

Região de intervenção: Centro, Norte

Copromotores: EFACEC; INESC TEC; ENEIDA.IO; Universidade de Coimbra; Itecons

Custo total elegível: 2.667.271,71€ (dois milhões, seiscentos e sessenta e sete mil, duzentos e setenta e um euros e setenta e um cêntimos)

Apoio Financeiro da União Europeia: FEDER – 1.617.321,71€ (um milhão, seiscentos e dezassete mil, trezentos e vinte e um euros e setenta e um cêntimos)

Enquadramento:

Neste projeto, pretende-se desenvolver um protótipo que inclua soluções tecnológicas aplicáveis à próxima geração de Postos de Transformação (PT). As atividades e tarefas propostas no âmbito deste projeto compreendem, a especificação, o desenvolvimento, a construção, os testes e a integração das soluções concebidas nas diversas vertentes tecnológicas de um PT.

Este projeto, com início em dezembro de 2016, terá a duração de 36 meses, e envolve duas entidades empresariais e três entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN). Os parceiros Efacec, Eneida, Instituto de Sistemas e Robótica da Universidade de Coimbra, INESC TEC e ITeCons agregam a experiência e a expetativa da indústria, e o conhecimento e a capacidade científica que as entidades do SCTN aportam ao projeto, visando a criação e a aplicação de novo conhecimento científico, com demonstração na rede de distribuição em Baixa Tensão – BT – da EDP Distribuição, entidade parceira.

Objetivos principais:

  • Desenvolver um invólucro modular com elevado desempenho térmico, acústico, físico e mecânico, incluindo: materiais sustentáveis; sensorização ambiental e regulação inteligente da ventilação natural; personalização urbana; cobertura e fachadas verdes, em prol desse desempenho e da captura de CO2;
  • Desenvolver soluções para resiliência de rede: sensorização sem fios de grandezas elétricas e ambientais (energy harvesting, plug and play, intermutáveis/operáveis);
  • Conceber um controlador do PT com: arquitetura modular e distribuída; monitorização e self-healing remoto da rede BT; monitorização da condição dos ativos; gestão de ativos DER e iluminação pública; mapeamento automático e agnóstico de smart meters;
  • Conceber um transformador MT/BT, segundo o Ecodesign, com melhor eficiência energética, menor potência sonora e um novo sensor de descargas parciais – DP;
  • Criar celas MT de menor volume e adaptadas aos novos sensor DP e detetor de defeitos;
  • Desenvolver um dispositivo de aplicação flexível – no PT e na rede BT – para: regulação de tensão; prestação de serviços de rede, e.g. mitigação da distorção harmónica, equilíbrio de fases, compensação de cavas e de fator de potência;
  • Desenvolver um sistema de armazenamento de energia, segundo o Ecodesign, para acrescentar dimensão à função do dispositivo anterior; aportar eficiência energética, com suporte de capacidade durante o self-healing.

Atividades do Projeto:

  • Estudos Preliminares e Vigilância Científica e Tecnológica;
  • Desempenho do PT do Futuro: Casos de Uso, Requisitos, Arquitetura e Especificações;
  • Desenvolvimento da Solução;
  • Construção de Protótipos, Instalação Experimental e Instalação na Rede-Piloto;
  • Testes e Ensaios;
  • Promoção e Divulgação.

Principais Resultados Alcançados:

  • Os sensores de correntes e tensões do QGBT – EWS DTVI-m; e o sensor de Terras do PT – EWS DTE-m; foram concluídos e testados em ambiente real;
  • Foram desenvolvidos os sensores sem fios de Tempratura do transformador – EWS DTT-r; de descargas parciais para a aparelhagem MT – EWS DTPD-r; e de temperatura e humidade do PT – EWS DTHT-r. Estes sensores estão em finalização para ensaios de comunicação com o Gateway do PT;
  • Foi desenvolvido o sensor de correntes e tensões para os Armários de Distribuição – EWS DTVI-l, que se encontram em testes de desenvolvimento de comunicação LoRa. Estes sensores serão testados com o Gateway do PT ainda em 2019.

Lista de Comunicações:

  • Fernandes, L.; Catalão, R.; Pires, L.; Pinto. J.; Janeiro, C.; Cordeiro, M. – “Pioneer earth systems remote monitoring for secondary distribution substations”. CIRED 2019, Madrid, Espanha. 3-6 junho 2019;
  • Faria, J.; Lima, D.; Oliveira, L.; Oliveira, J.; Cardoso, F. – “Smart Distribution transformers: Non-invasive Sensing to Enable Business Transformation”. CIRED 2019, Madrid, Espanha. 3-6 junho 2019.

Período de Investimento:

Data de aprovação: 29-11-2016

Data de início: 01-11-2016

Data de conclusão: 30-11-2019

Scroll Up